Você respira bem pelo nariz?

“Um lado do meu nariz é sempre trancado”

“Meu filho só respira pela boca e ronca muito.”

“Não respiro bem e o nariz coça e escorre quando fico perto de pó.”

“Meu nariz vive entupido e, às vezes, sangra.”

As frases acima, dentre tantas outras similares, são uma pequena amostra das queixas de muitas pessoas que encontram na má respiração nasal um limitador na qualidade de vida e um entrave à saúde. O “nariz entupido”, ou obstrução nasal, também faz parte do cotidiano do otorrinolaringologista, o médico especialista no assunto. E, além do que pese a alta prevalência do sintoma, a adequada respiração nasal é de suma importância: é o nariz o responsável por umidificar, aquecer e filtrar o ar que respiramos, funções que proporcionam bem estar enquanto acordados e também durante o sono.

As causas que compõem o quadro são as mais variadas. Mais frequentemente nos deparamos com circunstâncias inflamatórias, tanto infecciosas (gripes, resfriados, sinusites, etc), quanto alérgicas e secundárias à inalação de substâncias irritantes (produtos de limpeza, solventes, etc). Coceira no nariz, olhos e garganta, coriza e espirros também fazem parte das queixas. Esses tipos de transtorno podem ser temporários ou não, com necessidade de se afastar o fator causal e tratar clinicamente.

Bastante comum também é o desvio septal. O septo nasal, parte interna do nariz que o divide em dois lados, pode apresentar-se sem causa sugestiva citada pelo portador ou até mesmo após traumas nasais, com ou sem fraturas constatadas. A queixa aqui é de  respirar melhor por um lado que pelo outro. Em geral  o tratamento é cirúrgico.

Cirurgias também são o tratamento para boa parte dos casos de “carne esponjosa” – na verdade, as adenóides aumentadas. Estas e eventualmente também as amígdalas hipertrofiadas podem levar , especialmente em crianças, a roncos, sono intranquilo, olheiras, mal desempenho escolar, alterações no desenvolvimento dentário e facial e problemas no crescimento. Há que se destacar ainda a agitação durante o dia, que é como manifesta-se usualmente uma noite mal dormida nos infantes.

Por fim, apesar de mais raros, não podemos nos esquecer das malformações e dos tumores nasais, benignos e malignos, que podem ter como sintoma preponderante e/ou inicial uma aparentemente inocente sensação de respiração nasal ruim.

É essencial que a pessoa que apresente dificuldade na respiração nasal  procure o especialista. Afinal, qualidade de vida e saúde começam sim com cada um cuidando do seu próprio nariz.

Centro Otorrinolaringológico Dourados LTDA.